Ao Ganso Azul

Essa edição da CasaCor foi realizada na Villa Aymoré, construção histórica que estava quase destruída. Imaginamos uma espécie de bar ou cabaré que poderia ter existido ali, um local de alegria e comemoração, cheio de histórias e memórias. Com humor, leveza e elegância introduzimos certos elementos de alguma maneira fantasmagóricos e surreais, por exemplo na figura de uma boneco de madeira articulado que ganhou altura por estar apoiado em pernas de pau criadas com tacos de bilhar. Também uma cadeira parece flutuar na altura desse personagem, com seus pés prolongados por tubos de cobre com curvas orgânicas e suaves. Usamos nessa instalação objetos em madeira torneada que com potentes imãs de neodímio embutidos ficam suspensos como que por magia, causando estranheza e surpresa. No vazio dessa suspensão por magnetismo foram inseridos pequenos elementos com antigas colheres, borboletas e outros objetos que parecem ter saído de um gabinete de curiosidades, também presentes numa grande antiga vitrine. Um grande espelho em cobre polido foi colocado num canto, como se refletisse o passado. Nas grandes janelas originais da arquitetura da época colocamos cortinas brancas instaladas propositalmente para balançar com o vento, um ovo de avestruz paira no vão de uma delas simbolizando o renascimento daquele velho lugar.

Local: Villa Aymoré, Glória, Rio de Janeiro
Cliente: BC arquitetos
Colaborador: Aldi Flosi

8 . 2015