Ocupação de containers Decameron

Parte da arquitetura existente, uma sequência de vários containers alinhados e sobrepostos criam uma das áreas da Decameron. Esse espaço foi ocupado por uma pequena exposição de fotos relatando a atividade da fábrica de sofás, salientando seu caráter artesanal e humano. Valorizando essas características, revestimos internamente o metal dos containers com tecido de algodão tingido em chá natural, o que trouxe um tom suave e levemente envelhecido, à maneira que as senhoras inglesas da Era Vitoriana tingiam seus lençóis para que esses ficassem mais elegantes, fazendo parte da história da família. Eles foram aplicados às paredes com as beiradas desfiadas e aparentes, mostrando a trama do tecido. Também costuramos à mão, com linha vermelha, alinhavos para reproduzir os gestos dos artesãos ao criarem os sofás. Pinos de madeira torneada foram aplicados às paredes, lembrando locais fabris para estoques de linhas e outros materiais. Algumas ferramentas como pequenos martelos foram suspensas entre esses pinos e linhas, remetendo novamente à atividade artesanal. No outro espaço da Decameron, um grande volume retangular em concreto com pé direito bem alto, para o lançamento de uma nova linha de móveis criamos bases em madeira crua para deixá-los soltos do piso, e sobre eles pequenas árvores com flores e frutas foram suspensas com micro cabos de aço invisíveis, dando uma ideia de leveza e fantasia.

Local: rua Gabriel Monteiro da Silva, São Paulo
Cliente: Decameron

8 . 2012